terça-feira, 14 de março de 2017

segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

Clica lá. É notícia boa.
http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/blog-do-bessa/pinturas-de-leila-pugnaloni-sao-selecionadas-para-acervo-do-museu-de-arte-do-rio/

segunda-feira, 28 de novembro de 2016

LEILA NO ACERVO DO MAR

A obra da artista plástica Leila Pugnaloni agora está também no MAR, o  Museu de Arte do Rio. Duas  pinturas suas foram selecionadas pelo curador Marco Antonio Teobaldo e pelo crítico Paulo Herkenhoff para compor o acervo permanente do museu. Inaugurado  em 2.013, o MAR   já  é uma das principais atrações culturais do Rio de Janeiro. Carioca que veio adolescente para  Curitiba , Leila iniciou sua carreira nos anos 70 e hoje sua obra está muitas coleções particulares e instituições,  entre elas o Museu Oscar Niemeyer.

sábado, 12 de novembro de 2016

Currículo resumido


 Leila Pugnaloni nasceu no Rio de Janeiro( 1956)  e é radicada em Curitiba . Estudou no Colégio Sion de Curitiba, Escola de Belas Artes do Paraná, na Escola de Artes Visuais do Parque Lage, no Rio de Janeiro, e, em New York, na “Art Students League of New York”.

Principais exposições individuais :
Alphavelas (texto Paulo Leminski), Casa de Cultura Laura Alvim, Rio de Janeiro ,1989
Alphavelas, Museu de Arte Contemporânea do Paraná, 1990
Pinturas (texto Tadeu Chiarelli), Galeria Casa da Imagem Curitiba 1992
Museu Metropolitano de Arte de Curitiba (texto Paulo Herkenhoff) 1995
Galeria Adriana Penteado, São Paulo 1996
Ybakatu Espaço de Arte (texto Paulo Reis) Curitiba, 1998
Planta, Ybakatu Espaço de Arte, Curitiba
Onda, Galeria Colecionador Contemporâneo, Rio de Janeiro (texto  Marco Antonio Teobaldo),  2012
Tabuleiros- Instituto de Pesquisa e Memória Pretos Novos, RJ , 2014
Desenhos- Solar do Rosário , Curitiba ,2014
Desenhos - Galeria Arq/ Art, Curitiba ,2016


Principais Coletivas:
I Feira de Cultura Brasileira, MAC ,  São Paulo 1983
Fundação Armando Álvares Penteado, São Paulo 1984
Traço e Volume, Fundação Armando Alvares Penteado, SP 1985
Caligrafias e Escrituras, FUNARTE, Rio de Janeiro 1985
Sete Pintores Contemporâneos do Paraná, IBEU-Rio de Janeiro e MAC-Curitiba 1986
Conexão Urbana II, Estação Madame Satã, São Paulo-SP 1986
XV Salão Nacional de Artes Plásticas, RJ 1995
Prêmio Aquisição Salão Paranaense 1995
Dezenove Cabeças, Adriana Penteado Arte Contemporânea, São Paulo 1999
III Bienal do Mercosul, Porto Alegre, RS ( 2001)
Faxinal das Artes - programa de residência para artistas, Secretaria do Estado e da Cultura curadoria Agnaldo Faria e Fernando Bini , 2002
Onze, Galeria Colecionador Contemporâneo, curadoria Marco Antonio Teobaldo, Rio de Janeiro.(2011)
Bienal Internacional de Curitiba ( 2013)
Coletiva Estação das Artes /Oficina Desenho em Movimento, PROJAC, Rede Globo (curadoria Marco A. Teobaldo) 2013
Mostra do acervo Museu Oscar Niemeyer ( 2016)


 Obras em Acervos:
Museu de Arte do Rio- M.A.R.
Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro
Museu Metropolitano de Arte de Curitiba
Museu de Arte contemporânea do Paraná
Fundação Cultural de Curitiba
Museu Oscar Niemeyer, Curitiba

Textos críticos:
 Adalice Araújo, Darel Valença, Ennio Marques Ferreira, Fernando Bini,  Manoel Carlos Karam, Nilza Procopiak, Paulo Leminski, Paulo Herkenhoff, Paulo R. O. Reis, Tadeu Chiarelli , Marco Antonio Teobaldo.

Bibliografia da artista:
Catálogo da exposição no Museu Metropolitano de Curitiba(1995), texto Paulo Herkenhoff
Catálogo da exposição Galeria Casa da Imagem (1992), texto Tadeu Chiarelli
Catálogo da III Bienal do Mercosul, Porto Alegre,2001, pág.121
Dicionário das Artes Plásticas do Paraná, Adalice Maria de Araújo,Síntese  da História da Arte no Paraná, Edição do autor,2006-
Dicionário de Pintores Brasileiros - Walmir Ayala, Segunda Edição Revisada e Ampliada - Editora UFPR, pág. 326.
Arte Internacional Brasileira, Tadeu Chiarelli, págs. 93, 95, 210. Lemos, Editorial.

 O bandido que sabia latim, Toninho Vaz, Ed. Record, pág. 272. 2001
Passeio pela pintura paranaense, Maria José Justino, Ed. UFPR, 2002, pág. 134
Leila Pugnaloni, o passeio do olhar, Fernando Bini, 2003
 “40 Anos de Amistoso Envolvimento com a Arte”, de Ennio Marques Ferreira, 2006; pág. 95
“Longa Vida”, Armando Freitas Filho, Rio de Janeiro , Ed. Nova fronteira, 1982(Coleção Poiesis),;pág. 97;
2007-Leila Pugnaloni( livro de desenhos)-texto de Nilza Procopiak- :Traços da Alma;Fundação Cultural de Curitiba;
Traços de Luz-os caminhos da arte de Leila Pugnaloni- Fotos de Ana Barrios; Texto de Manoel Carlos Karam, Fundação Cultural de Curitiba.
O Corpo na Cidade, Paulo R. O. Reis, Ed. Ideograma, pág. 84, 2010




 

domingo, 6 de novembro de 2016

segunda-feira, 5 de setembro de 2016

sexta-feira, 29 de julho de 2016