quinta-feira, 25 de novembro de 2010

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

domingo, 14 de novembro de 2010

João Costa ( Portugal), amigo no facebook, fez este poema há alguns minutos, para o meu desenho.

Nas minhas mãos

seguro-te
horizonte para que os meus olhos
não se desprendam dos teus
e os teus
...percebam o rumo que te pertence...




Otis Rush , "My own faut" ( Berlin, 1966)

http://www.youtube.com/watch?v=tMMjurLqYJQ&feature=related

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Carlos Drummond de Andrade , in: A Paixão Medida

Ante um nu de Bianco

Quanto mais vejo o corpo, mais o sinto
existente em si mesmo, proprietário
de um segredo, um sentido - labirinto
particular, alheio ao ser precário.

Cada corpo é uma escrita diferente
e tão selada em seu contorno estrito
que a devassá-la em vão se aflige a mente:
não lhe penetra, na textura, o mito.

Trabalho eterno: a mão, o olhar absorto
no gesto fulvo e nu da moça andando
como flor a mover-se fora do horto.

Só o pintor conhece como e quando
o corpo se demonstra na pureza
que é negação de tempo e de tristeza.









do livro DESENHOS, publicado em 2007


sexta-feira, 5 de novembro de 2010

2009

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Trabalho finalizado: ilustrações para o livro de Karin Birckholz, " Entropia Vivencial", lançamento dia 5 de dezembro, em Curitiba.

MARIO QUINTANA

"Vida social
O gato é o único que sabe manter-se com indiferença num salão. As outras indiferenças são afetadas."